Nova História da Imprensa Portuguesa

Das origens a 1865

Formatos disponíveis
10,00€ I
8,00€ I
-20%
PORTES
GRÁTIS
COMPRAR
-20%
PORTES
GRÁTIS
10,00€ I
8,00€ I
COMPRAR
I 20% DE DESCONTO IMEDIATO
I Esgotado ou não disponível
I PORTES GRÁTIS

SINOPSE

Esta Nova História da Imprensa Portuguesa faz a história das publicações periódicas, suas origens e desenvolvimentos, desde os primeiros papéis informativos surgidos em Portugal no século XVI e traçando a sua evolução no longo percurso de formação do jornalismo moderno no nosso país que tem como marco fundamental a sua fase de industrialização.

Foram considerados não apenas os jornais que são hoje para nós referências importantes, como também os que tiveram considerável importância no seu tempo, mas cuja memória se perdeu, constituindo como que «a face oculta da história». Mas não se trata apenas de uma história dos jornais. Objetivo fundamental foi inserir a história da imprensa portuguesa nas principais linhas de desenvolvimento da vida política, cultural, económica nacional, quer como recetáculo dos mais relevantes factos quer como fator influente e dinamizador desses aspetos da sociedade. Assim, esta Nova História faz-se eco e ao mesmo tempo contribui para compreender os grandes acontecimentos e confrontos sociais e políticos, a evolução cultural e ideológica do País e as grandes polémicas nesses domínios, os debates sobre o desenvolvimento económico e o progresso nacionais, bem como aprofundar o conhecimento da sociedade em geral na sua espessura e em seus aspetos menos conhecidos.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Nova História da Imprensa Portuguesa
ISBN: 9789896442408
Edição/reimpressão: 09-2013
Editor: Temas e Debates
Código: 000281000373
Idioma: Português
Dimensões: 151 x 235 x 48 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 1052
Tipo de Produto: Livro
Classificação Temática: Livros > Livros em Português > História > História de Portugal
José Tengarrinha, doutorado em História, professor catedrático jubilado da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
Fundador do Centro Internacional para a Conservação do Património (CICOP-Portugal) com sede mundial em La Laguna (Tenerife), de que é coordenador para a Europa. Presidente do Instituto de Cultura e Estudos Sociais (sediado em Cascais), que tem organizado cursos de mestrado e numerosos «Cursos Breves» sobre diversos temas. Diretor dos Cursos Internacionais de Verão que se têm realizado todos os anos em Cascais desde 1992. Prémio da Associação dos Jornalistas e Homens de Letras do Porto em 1962.
Criou, dirigiu e lecionou cursos de mestrado e doutoramento em Portugal e em diversas universidades estrangeiras. Professor visitante da Universidade de São Paulo.
Tem publicado obras em Portugal e no estrangeiro no domínio da História e das Ciências Sociais
Ver Mais