Um Mundo Que Falta Fazer

Um Mundo Que Falta Fazer

Formatos disponiveis
22,20€
-10%
24H
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
COMPRAR
-10%
PORTES
GRÁTIS
EM
STOCK
22,20€
COMPRAR
I10% DE DESCONTO EM CARTÃO
IEm stock - Envio 24H
IPORTES GRÁTIS

SINOPSE

Organizadores: António Marujo e a Maria Julieta Mendes Dias

Escreveu o padre Anselmo Borges acerca da teologia de Bento Domingues: «Trata-se de uma teologia do Reino de Deus [que é] o futuro de Deus enquanto ‘o horizonte mais abrangente de esperança’ para o mundo em todos os domínios da vida, incluindo, portanto, a política, a cultura, a economia, a ecologia.» De todos esses temas tratam as crónicas antologiadas neste volume e dedicadas a questões sociais e políticas: a presente crise económico-financeira e os estragos que ela está a provocar à democracia e à Europa, a reflexão ética sobre o exercício do poder, o escândalo gritante da miséria de tantos em contraste com a opulência de alguns, a busca da justiça social, o absurdo da guerra e da corrida armamentista, o diálogo entre culturas e religiões como caminho para a paz, a laicidade como possibilidade de exercício da dimensão religiosa das pessoas em sociedades democráticas. Também a (falta de) alma da Europa, o desafio da paz, da esperança e da justiça no Médio Oriente, as ilusões e utopias da América Latina ou a busca de novos rumos para a martirizada África marcam a reflexão que aqui se reúne. Uma reflexão caracterizada pela lucidez, liberdade e bom humor, na forma de fazer teologia na praça pública a que frei Bento Domingues nos habituou.
Ver Mais

DETALHES DO PRODUTO

Um Mundo Que Falta Fazer
ISBN:9789896442811
Edição/reimpressão:03-2014
Editor:Temas e Debates
Código:000281000411
Idioma:Português
Dimensões:151 x 233 x 30 mm
Encadernação:Capa mole
Páginas:500
Tipo de Produto:Livro
Classificação Temática: Livros em Português > Literatura > Crónicas > Religião e Moral > Catolicismo
Frei Bento Domingues, nascido em Travassos (Terras de Bouro) em 1934, Basílio de Jesus Gonçalves Domingues tomou, em 1953, o nome de Bento, quando entrou para a Ordem dos Pregadores (O.P.), ou frades dominicanos. Estudou Filosofia em Fátima e Teologia em Salamanca, Toulouse e Roma. O modo como exerceu o cargo de assistente da Juventude da Igreja de Cristo Rei no Porto (1962-63) forçou-o ao exílio. Em 1965, voltou a Portugal para lecionar em Fátima, Lisboa e Porto, em escolas católicas e laicas. Nos anos finais do regime ditatorial participou na Comissão Nacional de Socorro aos Presos Políticos. A partir da década de 1980, lecionou também em Angola, no Peru, Chile e Colômbia. Entre 1998 e 2001, dirigiu a organização do Curso de Ciência das Religiões, na Universidade Lusófona. Publicou quatro livros: A Humanidade de Deus, A Igreja e a Liberdade, As Religiões e a Cultura da Paz (dois volumes), A Religião dos Portugueses.
Ver Mais

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Ao navegar estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre a nossa política de privacidade. Tomei conhecimento e não desejo visualizar esta informação novamente.

OK